Paranoiac

Paranoiac

 

Miki Takamura, uma jovem escritora sofrendo de depressão, se muda para a casa de sua falecida tia. A casa parece normal a princípio, apesar de todas as portas trancadas. Porém, em sua primeira noite na casa, sons estranhos começam a ecoar pela enorme casa e uma estranha criatura passa a perseguí-la. Sozinha e desamparada pela mãe histérica, Miki só tem terá a ajuda de Shinji, seu vizinho, para resolver o mistério da casa. Ela está mesmo sendo perseguida, ou ficando louca?

Esse é um pequeno resumo da trama de Paranoiac, outro jogo feito RPG Maker com temas sobrenaturais e assustadores. A mecânica é bem simples, consistindo em fugir do monstro durante a noite e explorar a casa durante o dia, desvendando seus segredos. Encontrar lugares para se esconder dentro da casa pode ser bem divertido a princípio, mas quando se tem várias portas trancadas e alguns lugares são um tanto ruins para fugir do monstro, chega um momento em que essa mecânica pode te deixar um pouco de saco cheio.

Exatamente por isso, a história é o ponto mais forte desse jogo. O tema que mais me impactou com certeza foi a relação de Miki com sua mãe e tia, já que o abuso emocional dentro da família é geralmente um elemento delicado demais e a maioria dos produtos de mídia prefere não trabalhar com ele. Especialmente quando esse abuso é fruto de uma descrença entre os membros da família.

Pessoalmente, não é um dos meus RPG Horrors favoritos (acho que poderia ter um pouco mais de desenvolvimento), mas a história de Miki e sua família tem um sutileza agradável que com certeza vai deixar uma sensação boa após concluir o final verdadeiro.

 

Disponível para: PC
Desenvolvedora: Uri
Tempo de Jogo para um final: 1 hora e 30 minutos
2 Finais
Gratuito

Patrícia Sato

About Patrícia Sato

Game Designer por formação, Artista por vocação, Cozinheira por diversão e Cat Lady por definição.

Leave a Reply