Mad Father

Mad Father

 

Mad Father é o quarto RPG Maker Horror que chega ao QuickSaving. Se você ainda não aprendeu com os anteriores como um jogo de RPG Maker pode te deixar assustado, então vamos fazer uma lista desses clichês do terror que se encontram nesse jogo:
A protagonista: um garotinha adorável com seu coelhinho branco.
O local: uma enorme mansão sombria.
O conflito: gente morta andando pela casa.
A antagonista: a mãe morta da garota.
A pessoa a ser resgatada: o pai da garotinha… Que por acaso é um esteriótipo de cientista louco.

Se esse fosse qualquer filme de terror por aí, com certeza faria muitos amantes do gênero rangerem os dentes pela quantidade de lugares comuns na história. Mas não seja preconceituoso, muita coisa nesse setting vira de cabeça para baixo ao decorrer do jogo.

Mas afinal, que história é essa?
Aya Drevis, nossa garotinha, vive  em uma mansão com seu pai, Alfred, um cientista, e sua assistente de laboratório, Maria. Sua mãe, Monika, morreu há algum tempo e essa noite é o aniversário de sua morte.
Porém, coisas estranhas começam a acontecer. Corpos voltam a vida e passam a rondar a casa, seu pai desaparece e um homem misterioso chamado Ogre simplesmente aparecesse em seu quarto, dizendo que o que acontece na mansão é resultado da maldição de uma mulher que odeia muito seu pai: sua mãe, Monika.
Aya decide então resgatar seu pai, antes que ele seja levado para a vida-após-a-morte.

O gameplay é cheio de puzzles, que consistem basicamente em encontrar e combinar objetos, por vezes causando mudanças no cenário ou oferecendo-os aos NPCs do jogo.
Ambientado em um enorme cenário em forma de mansão, o level design desse jogo é um pouco diferente do estilo de destrancar-quartos de The Witch’s House e Ib. É preciso ir e voltar muitas vezes entre mapas e por conta disso é fácil perder os coletáveis Gems, umas estranhas bolinhas luminosas que são necessárias para conseguir duas cutscenes extras.

 

Bonus Round: Não fique com vergonha de usar um walkthrough para encontrar as Gems. As cutscenes extras valem a pena.

 

Disponível para: PC
Desenvolvedora: Sen (Miscreant’s Room)
Tempo de Jogo para um final: 2 horas e 30 minutos
3 Finais + duas cutscenes
Gratuito

Patrícia Sato

About Patrícia Sato

Game Designer por formação, Artista por vocação, Cozinheira por diversão e Cat Lady por definição.

Leave a Reply