Depression Quest

Depression Quest

 

Antes de tudo, quero deixar claro que Depression Quest não é um jogo divertido. Ele não é relaxante, não te fará rir e não vai deixar uma sensação boa ao final.

 

Mas esse jogo carrega uma mensagem. E você deveria ouvir.

 

Já aviso que esse não será um texto animado, em vez disso, resolvi refletir profundamente sobre as temáticas desse jogo triste e profundo e que hoje representam um problema muito grave em nosso cotidiano. Então te convido a continuar lendo.

Essa é uma ficção interativa sobre um rapaz vivendo com depressão. Ele é um cara normal, tem um emprego, uma namorada, um irmão legal e uma mãe preocupada.

Se você nunca conviveu com uma pessoa com depressão, talvez você me pergunte agora:

“Mas, então, o que exatamente tem de errado com esse rapaz?”

“Porque ele está triste?”

Entender a situação e o porquê das pessoas com depressão não é uma tarefa fácil. Por ser um distúrbio afetivo altamente ligado ao emocional, suas causas e sintomas variam amplamente entre os afetados. E esse é exatamente o problema do nosso protagonista, que também não entende completamente sua situação e não sabe como explicá-la aos seus entes queridos. De fato, ele não tem forças nem para querer explicar sua tristeza. Mesmo que isso não seja uma simples tristeza.

Mesmo sendo um jogo baseado em texto e escolhas, por vezes algumas dessas escolhas não serão aplicáveis. Porque quando se tem esse tipo de angústia gerada pela depressão, a opção “sair com os amigos para relaxar”, “começar seu projeto pessoal” ou mesmo “se abrir com a sua namorada” não é realmente uma opção. Ela está indisponível. Ela não existe.

Recomendo o uso de fones para esse jogo. A música, apesar de triste, é linda. Também recomendo que tente fazer mais de um final, porém dê uma pausa, pois a experiência pode ser pesada. Esse jogo apresenta 5 finais que mudarão de acordo com suas limitadas escolhas e variam no que chamo de Final Inacreditavelmente Ruim até Final Com Alguma Esperança. Portanto, não vá com muita sede ao pote, achando que pode salvar o dia. Em vez disso, abra bem os olhos e tente entender e absorver profundamente essa experiência.

 

Se você conhece alguém com depressão, por favor, jogue esse jogo. Talvez ele te ajude a entender.

Se você não conhece alguém com depressão, por favor, jogue esse jogo. Porque um dia você vai conhecer.

Se você tem depressão e/ou tiver tendências suicidas, por favor, NÃO JOGUE ESSE JOGO. Por favor, procure ajuda.

 Não desista.

 

Disponível para: PC, Mac, Linux, Navegadores
Desenvolvedora: Zoe Quinn, Patrick Lindsey, Isaac Schnkler
Tempo de Jogo para 1 Final: 1 hora
5 Finais
Gratuito

Patrícia Sato

About Patrícia Sato

Game Designer por formação, Artista por vocação, Cozinheira por diversão e Cat Lady por definição.

Leave a Reply