Kentucky Route Zero – Act I

 

A medida que outros gêneros foram se tornando cada vez mais capazes de contar boas histórias, os adventures point’n click começaram a perder espaço. A geração passada trouxe o ressurgimento do gênero, onde encontramos basicamente 3 vertentes atuais: os estilo Telltale que flerta bastante com o sistema de escolhas dos visual novels; o estilo neo-classico de jogos como Deponia, que querem apenas homenagear o passado e trazer mais daquilo; e os que olham pra frente e querem desenvolver ainda mais o gênero, como Kentucky Route Zero.

A busca do protagonista é a Rota 0, a via mais indicada para que ele possa realizar uma entrega com o seu caminhão. Todo o charme do jogo fica calcado não apenas nas suas nítidas influências do teatro e cinema, como também, nos diálogos bem escritos misturadas às escolhas do jogador que, apesar de não alterarem o rumo da história, rendem revelações honestas sobre os personagens e seus anseios. Você vai perceber que já foi sugado pela atmosfera de Kentucky Route Zero enquanto simplesmente estiver mais de 2 minutos conversando com seu cachorro, um momento que de alguma forma consegue ser memorável mesmo que não haja nenhuma reação por parte do dele.

O simples ato de navegar pelo mapa é uma experência que sintetiza a o jogo como um todo: ter o prazer da descoberta ao encontrar novos locais que, ainda que nunca tenha nada que seja nitidamente fantástico, te conquistam pela simples curiosidade, fazendo de Kentucky Route Zero uma celebração ao mundano e a simplicidade.

 

Disponível para: PCMac e Linux
Desenvolvedora: Cardboard Computer
Tempo de Jogo: 1 hora
Pago

Veja as recomendações de todos os episódios disponíveis aqui.

Vini Aleixo

About Vini Aleixo

Game Designer que crítica jogos como hobby e Relações Públicas Não Oficial, Não Autorizado e Não Remunerado da Nintendo.

Leave a Reply