Nihilumbra

image

 

Tá aí um exemplo de jogo que provavelmente passaria despercebido se fosse visto apenas pela sua mecânica: um game de plataforma em que é possível pintar partes do cenário com tinta, que acabam por alterar as propriedades do que toca, permitindo você deslizar, pular mais alto, etc.

Entretanto, Nihilumbra é todo embalado em uma história sombria e melancólica, que é contada a cada cenário do jogo, envolvendo medo e arrependimento da do pequeno e inseguro protagonista.

Ao final da jornada, entretanto, cabe ao jogador definir como prefere que tudo termine. Vencer a campanha e encerrar o jogo é a primeira opção, mas ainda há a oportunidade de rejogar tudo em versões reformuladas das fases, com muito mais dificuldade, novos desafios e um pouquinho a mais de história para quem conseguir terminar tudo.

Por mais que seja possível deixar Nihilumbra de lado sem peso na consciência, é bom saber que há muito mais para quem ainda está disposto a continuar.

 

Disponível para: PC, Mac, Linux, iOS e Wii U
Desenvolvedora: Beautifun Games
Tempo de Jogo: 2 horas e 30 minutos
Pago

Vini Aleixo

About Vini Aleixo

Game Designer que crítica jogos como hobby e Relações Públicas Não Oficial, Não Autorizado e Não Remunerado da Nintendo.

Leave a Reply